SARAH MATTAR

Wanderlust: é assim que Sarah Mattar se define. Apaixonada por viagens, a administradora fashionista já visitou 42 países – e sua lista não vai parar de crescer tão cedo! Aos 26 anos, Sarah tem sede de conhecer novas culturas. Em seu roteiro, sempre inclui visitas aos centrinhos e mercados, com direito a lojas de artesanato e vendinhas com comidas típicas. “Essa é a melhor maneira de conhecer o novo país e sua cultura”, conta. “Recomendo também dar uma passada em igrejas, templos ou mesquitas – a religião tem muito a dizer sobre aquele povo”.

A globe-trotter está acostumada a encarar viagens longas - já enfrentou mais de 30 horas para chegar ao destino final. “Fui 4 vezes à Ásia. E em todas elas o roteiro foi o mesmo: 14h de São Paulo a Dubai e, de lá, mais 10h até a o continente asiático. Tirando as horas de conexão!”. Os longos voos deixaram de ser um desafio para ela. “Procuro dormir o máximo possível, mas também aproveito para ler”.


Assim como o passatempo no avião, o jet lag não é mais um problema. A dica infalível é se segurar para dormir só depois das 22h – horário local, hein?! “Uma massagem sempre ajuda. E bons drinks também, claro! (risos)”. O único desafio ainda não superado foi no campo gastronômico. “Não sou corajosa. Apenas nas degustações de sushi no Japão comi de tudo, mesmo aquilo que não sabia exatamente o que era”.

E se engana quem pensa que suas viagens são apenas para relaxar! Imprevistos acontecem e a última aventura não-planejada foi no Réveillon, na Tailândia. Quatro dias de chuva torrencial (a chamada monsoon) fecharam aeroportos e alagaram estradas. A road trip até a próxima parada parecia cena de filme: lama e água entrando pelas frestas do automóvel. Para ajudar, o speedboat que levaria Sarah e o marido até a ilha do hotel bateu em um banco de areia. Resumo da ópera: o trajeto de 4 horas durou 12h. “Hoje tenho história para contar, mas foi muito estressante”.


Apesar do lifestyle meio “caminhando contra o vento sem lenço, sem documento”, Sarah é muito organizada com a bagagem. O truque para não repetir o look é planejar o que vai ser usado em cada destino e fotografar. “Assim você usa tudo o que leva!”.
Na mala de verão: Muitos biquínis e saídas versáteis, que vão da praia ao happy hour.

E na de inverno: Casacos de faux fur e chapéus.

Beauty tip para as longas horas de voo: Sérum hidratante e água termal.

Vale o comeback: Tokyo e o deserto de Dubai.

A viagem da sua vida: Singapura, Indonésia, Filipinas e Vietnam – os destinos da minha lua de mel! O motivo da viagem deixou tudo muito especial.

Eu ainda vou para... Zanzibar, Israel/Jordânia e o deserto da Namíbia!

CLICK & SHOP!